Chove descaso

Poemas de Ibirá Costa [1]

AQUELA MESMA HISTÓRIA

 

O

fUTURO

pASSADO

A

LIMPO . . .

 

TOMA

DE

pRESENTE . . .

 


 

NA SERVIDÃO DO AMOR,

ESCRAVO

ESTALO

ESBARRO

ESCARRO

ESCAVO

ESTADO

EX-BRAVO.

 

 


 

Nos pulmões do lírico
                                                À Kalife

Não fale Poesia

Que audácia]

Numa noite qualquer

Diga:

CI – GA – (RRO).

Maldito pigarro!

 


 

Tempestade     

 

Chove descaso

Em pobre

Sem guarda-chuva

 

 


[1] Ibirá Costa é professor de Literatura do Ensino Médio do Colégio João XXIII e coordenador do projeto Sociedade dos Poetas Vivos. O professor poeta cedeu gentilmente essa seleção de seus poemas para publicação no Blog Conta Zilah.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: