Nobel de literatura de 2017? A Zilah tem!

Os leitores da Biblioteca Zilah Totta já vieram procurar os livros de Kazuo Ishiguro, ganhador do prêmio Nobel de literatura dessa ano.

O que é o Nobel?

O premio Nobel é concedido para pessoas que fizeram contribuições relevantes para a humanidade em Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura, Paz e Ciências Econômicas. E qual é a história do Prêmio Nobel? O que esconde o nome do seu inventor?

Poucos sabem que Alfred Nobel, rico empreendedor sueco nascido em 1833, fez uma imensa fortuna com a invenção da dinamite, a produção e o comércio internacional de armas. Olov Amelin, curador do Museu Nobel, de Estocolmo, revelou à jornalista Molly Oldfield (autora do bestseller The Secret Museum) a razão que levou Nobel a instituir o prêmio dos prêmios nos últimos anos de sua vida.

A história parece um roteiro de cinema: em 1888, logo após a morte do seu irmão Ludwig, um jornal francês trocou a identidade dos Nobel e publicou um artigo pouco lisonjeiro dedicado ao empreendedor. O título do artigo era “O mercador da morte morreu”. Alfred, que naquele momento se encontrava em Paris, teve a rara oportunidade de ler o seu próprio necrológio e ficou muito perturbado com o conteúdo dele.

Alguns anos depois Nobel decidiu mudar o seu destino. Sem aviso prévio, em 27 de novembro de 1895, ele se dirigiu ao Clube Sueco-Norueguês de Paris para redigir um longo testamento, no qual listava os bens que deixaria para sua família (ele não tinha filhos) e encarregava um colaborador fiel para dar prosseguimento à sua vontade: investir todo o resto de seu patrimônio e doar os lucros na forma de prêmios a “aqueles que, no ano precedente, mais tivessem contribuído para o bem-estar da humanidade”.

O autor premiado em 2017

Na foto acima, Ishiguro posa do lado de fora de casa no dia 5 de outubro de 2017, quando seu Nobel foi anunciado.

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasaki, no Japão, em 1954, e mudou-se para a Inglaterra aos cinco anos. É autor de sete livros traduzidos em mais de 40 países. Entre sua obras destacam-se Os resíduos do dia, vencedor do Booker Prize em 1989, e Não me abandone jamais, finalista do Man Booker Prize em 2005, ambos com milhões de exemplares vendidos pelo mundo e com aclamadas adaptações para o Cinema.

“Ishiguro é um dos maiores romancistas vivos da Inglaterra” – The Telegraph

Na Biblioteca

Temos na Biblioteca o livro O gigante enterrado, publicado em 2015 pela Companhia das Letras, e já estamos adquirindo os demais títulos do autor. Leia abaixo um trecho do livro:

“Você teria que procurar muito tempo para encontrar algo parecido com as veredas sinuosas ou os prados tranquilos pelos quais a Inglaterra mais tarde se tornaria célebre. Em vez disso, o que havia eram quilômetros de terra desolada e inculta; por todo lado, trilhas toscas que atravessavam colinas escarpadas ou charnecas áridas. Uma névoa gelada pairava sobre rios e pântanos, muito útil aos ogros que ainda eram nativos daquela terra. As pessoas que moravam ali perto — e pode-se imaginar o grau de desespero que as teria levado a se estabelecer num lugar tão soturno — teriam razão de sobra para temer essas criaturas, cuja respiração ofegante se fazia ouvir muito antes de seus corpos deformados emergirem da neblina. Mas esses monstros não causavam espanto. As pessoas da época os teriam encarado como perigos cotidianos, e naquele tempo havia uma infinidade de outras coisas com que se preocupar”

“O Gigante Enterrado” Kazuo Ishiguro

A orelha da edição de O gigante enterrado diz:

Há uma viagem que precisamos fazer, e não podemos mais adiá-la…. Num tempo em que mito e história são duas faces da mesma moeda, a Grã-Bretanha está em ruínas, marcada pelas recentes guerras entre bretões e saxões e pela queda do rei Arthur. A população, órfão e desnorteada, vê-se expostas às mais diversas ameaças, de invasões de ogros a uma misteriosa névoa que afunda o passado no esquecimento.

Quando Alx e Beatrice decidem partir em busca do filho, não se lembram de suas feições, da última vez em que o viram, e nem sabem ao certo seu paradeiro. Durante o percurso, o casal de idosos encontrará sir Gawain e outros cavaleiros remanescentes da era arturiana, se engajará na busca na busca de uma dragoa que parece estar ligada à nevoa e terá seu amor posto à prova – afinal, será que o afeto continua forte o bastante quando já não se podem rememorar as alegrias e agruras que compartilhamos ao longo dos anos?

Há uma década sem publicar um romance (2014), Kazuo Ishiguro volta à ficção com um surpreendente mergulho no universo da fantasia, povoado de metáforas e seres míticos, próprio para abarcar temas inescrutáveis como a guerra e a morte. Por vezes aventura atroz, por vezes épico de grande densidade lírica. O gigante enterrado traz uma reflexão sensível e pungente sobre o lugar que cabe ao amor e à memória coletiva diante da barbárie.

Foi dito sobre o livro

“Um exame profundo de forma como lembramos traumas coletivos. Uma mistura e Game of Thrones e A espada era a lei; um livro belíssimo e pungente sobre o dever de lembrar e a permência de esquecer.” – The Guardian

“A obra mais estranha, arriscada e ambiciosa que o autor publicou em sua carreira de 33 anos.” – The New York Times

“Um espantoso híbrido: uma fábula infantil sobre a idade avançada. No romance de Ishiguro, como na vida, o amor supera tudo – tudo, menos a morte.” – The Atlanic

“Ishiguro trabalha seu material fantástico com as ferramentas de um mestre do realismo.” – The Magazine

“Fácil de ler, difícil de esquecer.” – Publishers Weekly

Venha ler esse livro!!! Venha para a Biblioteca Zilah Totta!

 

Informações coletadas nos site:
  • https://www.brasil247.com/pt/247/revista_oasis/162549/Como-nasceu-o-Pr%C3%AAmio-Nobel-Uma-hist%C3%B3ria-de-armas-e-de-arrependimento.htm
  • https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/10/05/Quem-%C3%A9-Kazuo-Ishiguro-vencedor-do-Nobel-de-literatura-de-2017?utm_campaign=a_nexo_20171006&utm_medium=email&utm_source=RD+Station
  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Pr%C3%A9mio_Nobel

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: