Chegou no acervo!! Livros

Gargântua

Autor: RABELAIS, FRANÇOIS
Depois de tanto comer buchada, Gargamela deu à luz Gargântua, um gigante tão insaciável quanto seu pai, Goelagrande. Quando criança, o menino costumava chafurdar na lama, lavar as mãos na sopa. Adolescente, cismou de roubar os sinos da igreja de Notre-Dame para com eles enfeitar o pescoço de sua égua. Adulto, após anos de estudo, empenhou-se na guerra das fogaças, vencida graças ao hilariante frei João des Entommeures, e na construção da abadia de Thelema, cujos membros se orientavam pela única regra válida: “Faça o que quiser”. Alguns dos episódios mais conhecidos da vida de Gargântua, um clássico da literatura francesa.

2. BEOWULF

BEOWULF

Autor: KATZ, WELWYN WILTON
Beowulf, rei dos Gautas, é um grande guerreiro ligado ao clã Waegmundings, gente capaz de prever o futuro e ler a mente das outras pessoas. Por ser um viking com a força de trinta combatentes, ele enfrentou e venceu Grendel, temível ogro devorador de homens, e salvou o reino da Dinamarca. A vitória, porém, fez com que ele tivesse de enfrentar também a ira da mãe do monstro, numa caverna submarina guardada por serpentes. Anos mais tarde, com a ajuda de Wiglaf, um jovem vidente do seu clã, Beowful trava a batalha final contra um gigantesco dragão de fogo.Nessa saga viking, a coragem e a capacidade de olhar para o futuro e interpretá-lo aliam-se à força, em benefício da coletividade de um clã agraciado por dons sobrenaturais. Essa é a recriação em prosa de um dos primeiros poemas épicos da Europa Ocidental e uma das obras-primas da literatura de língua inglesa, adaptada diversas vezes para teatro, cinema e quadrinhos.

3. HISTÓRIAS DE BICHOS

HISTÓRIAS DE BICHOS

Autor: TOLSTOI, LEON
Primorosa tradução de sete contos infantis do célebre autor de Guerra e paz. Numa prosa que de tão concentrada parece poesia, narradores de voz límpida tratam da fragilidade do homem diante da natureza, refletem sobre o vínculo entre trabalho e sofrimento, medo e violência, entre outras coisas. O texto dos contos é precedido por uma bela apresentação do tradutor, que também assina uma  autobiografia imaginária  por meio da qual os jovens leitores aprendem algo sobre a vida e o contexto de época de um dos maiores nomes da literatura universal.

4. A ESQUERDA, A DIREITA

A ESQUERDA, A DIREITA

Autor: LIAO, JIMMY
Sempre que sai, não importa aonde vá, ela costuma virar à esquerda. Ele, por sua vez, pega sempre à direita. Nunca se encontram, como a maior parte das pessoas da cidade. Tão perto e tão longe… Porém, quando menos esperam, um acaso os une. E os separa. No transcurso das estações, sonham em reviver aquela paixão que nem mesmo têm certeza de terem vivido… Delicada história de amor numa grande metrópole.

5. DUNAS DE ÁGUA

DUNAS DE AGUA

Autor: SOBRINO, JAVIER
O vento do deserto sopra o véu da pequena Zohra, menina tuaregue que caminha entre as dunas e sonha conhecer o mar. Um desejo compartilhado com o pai, o único que poderá realizá-lo em uma de suas viagens em caravana para comercializar sal. Um poético álbum ilustrado sobre uma menina entre dois mundos.

6. AS AVENTURS DE HUCKLEBERRY FINN

AS AVENTURAS DE HUCKLEBERRY FINN

Aviso! Quem tentar encontrar uma razão nessa história será perseguido. Quem tentar encontrar uma moral será exilado. Quem tentar encontrar um enredo será fuzilado. Por ordem do autor. O romance As aventuras de Huckleberry Finn, publicado pela primeira vez em 1885, continua atual não só nas críticas ao racismo e à desigualdade social, mas também no tom insolente do protagonista. A graça do discurso de Huck, aliada aos seus tropeços, oferece um olhar peculiar sobre a sociedade norte-americana de meados do século XIX. Esta adaptação para HQ dá ainda mais cores e movimento à narrativa, fazendo com que os leitores tenham vontade de seguir em frente, celebrando a liberdade. Adaptação da obra de Mark Twain. Adaptado por Antonio Tettamanti.


 

7. CHAPEUZINHO ESFARRAPADO

CHAPEUZINHO ESFARRAPADO

Autor: PHELPS, ETHEL JOHNSTON

 

Quem disse que as mulheres nos contos de fadas são sempre donzelas indefesas, esperando para ser salvas pelo príncipe encantado? Esta coletânea reúne narrativas folclóricas do mundo inteiro — do Peru à África do Sul, da Escócia ao Japão — em que as mulheres são as heroínas das histórias e vencem os desafios com esforço, coragem e muita inteligência. Este livro é para todo mundo que não se identifica com as princesas típicas dos contos de fadas. É para garotas e garotos, para que todos possam aprender que as maiores virtudes de um herói não são exclusivas a um só gênero. Enriquecida com textos de apoio e ilustrações modernas, esta edição é uma fonte inestimável de heroínas multiculturais — e indispensável para qualquer estante.


8. TREM CHEGOU, TREM VAI

TREM CHEGOU, TREM JÁ VAI

Jose Carlos Aragão

 

Em ‘Trem chegou, trem já vai’, José Carlos Aragão, inspirado na tradição da cultura mineira, na música de Heitor Villa-Lobos e em poetas como – Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Ferreira Gullar e Guimarães Rosa, convida o leitor a embarcar na brincadeira das palavras e começar a descobrir a riqueza da literatura brasileira.


9. TRES CONTO AFRICANOS

TRÊS CONTOS AFRICANOS DE ADIVINHAÇÃO

Autor: BARBOSA, ROGÉRIO ANDRADE

 

A proposta de Três contos africanos de adivinhação – além de recontar três narrativas recolhidas da literatura oral nigeriana – é de interagir com o leitor, desafiando-o a solucionar os enigmas apresentados às personagens, antes do desfecho das histórias. Em “Os três gravetos” e “As três moedas de ouro”, as personagens têm que desmascarar malfeitores e ladrões; em “Três mercadorias muito estranhas”, um ancião precisar fazer a travessia do Rio Níger, em um pequeno barco, para levar um leopardo, uma cabra e um saco de inhame, driblando a cadeia alimentar. Os textos são resgates de narrativas africanas – marca registrada do autor que trabalhou como voluntário da ONU na Guiné-Bissau -, cuja literatura tem como um dos propósitos transmitir ensinamentos de ética para uma boa convivência.


10. TEM OBA-OBA NO BAOBA

TEM OBA-OBA NO BAOBÁ

Histórias com perfume de África

Autor: LINS, CLAUDIA

 

Na montanha do Quilombo, a sábia tartaruga Nina Zina conta histórias para alegrar a árvore gigante que tem saudades da África, terra que nunca conheceu. Uma engenhosa aranha africana enfrenta desafios em busca das histórias que vivem na arca mágica de Nyame. Na floresta, tambores ecoam para a festa de casamento de Omoba, o filho do rei. Tumtum, ticutum, tum, tá… Vai ter oba-oba no baobá. – Possui pequeno glossário.


 

11. ROSALVA

ROSALVA – MÃOS DE FADA

Autor: SISTO, CELSO

 

A história de uma moça bordadeira, cuja inspiração vinha dos desenhos que as ondas do mar riscavam na areia. Rosalva bordava seu enxoval, esperando o amor da sua vida. Mas era moça exigente e o baú de panos só fazia esperar. Um dia, apareceu Rolante, caixeiro-viajante, que, entre bordados, linhas, beijos e abraços, plantou o amor no coração da bordadeira. Então, surgiu viagem misteriosa que levou o caixeiro para longe de Rosalva.


 

12. RECONTO QUE PASSA

RECONTO QUE PASSA

Autor: SOARES, SALIZETE FREIRE

 

Por que Dona Baratinha está chorando? Tendo como referência a tradicional história infantil da Dona Baratinha, o livro convida o leitor a se divertir com as imagens e associações lúdicas típicas da nossa tradição oral, que atravessam o tempo e alimentam a imaginação das mais diferentes gerações.


 

13. QUANTO SEGREDO

QUANTO SEGREDO!

Autor: SISTO, CELSO

 

‘Quanto segredo!’ reúne dois poemas de Celso Sisto – ‘A caixa de segredos’ e ‘Roda de família’. De certa forma, podemos considerá-los também como duas pequenas histórias que expressam mistérios e segredos que deixamos guardados, muitas vezes em caixas, mas que também deixamos escapar no ímpeto das emoções, seja por meio de ações ou pela fala. Em ‘A caixa de segredos’, percebemos que todo mundo é assim, e que virar bicho quando alguém mexe no que é seu é algo mais comum do que se possa imaginar. Já em ‘Roda de família’ viramos criança pequena, aquela que fica daqui pra lá e de lá pra cá, que vai e volta atrás de respostas para um monte de coisas, sem contar no constrangimento a que se sujeita, pois adulto adora fazer gente miúda de moleque de recado. É com essa naturalidade que Celso Sisto cria seus ritmos poéticos e se confronta com o universo das crianças.


 

14. O OLHO E O LUGAR

OLHO E O LUGAR

REGINA SILVEIRA

Autor: SANT’ANNA, RENATA

 

O olho e o lugar, quarto título da coleção Arte à primeira vista, apresenta um projeto gráfico original e lúdico, transcendendo o formato padrão do objeto livro. Valquíria Prates e Renata Sant Anna criaram um projeto tão instigante e surpreendente quanto Regina Silveira – artista brasileira, cujos trabalhos “estão fundamentados numa discussão aguda sobre as ilusões da representação”. Regina Silveira é uma renomada artista contemporânea, conhecida internacionalmente por suas obras que transitam entre o olho e o lugar do observador, dentro e fora de espaços da arte. Os projetos, resultantes de sua constante pesquisa e realizados com diferentes técnicas e materiais, (gravuras, tapetes, microfichas, objetos, vídeos, pintura sobre paredes), percorrem cidades no Brasil e no exterior, transformando a arquitetura de diversos prédios. Um super-herói luminoso projetado em edifícios da Avenida Paulista, patas de bichos estampadas no prédio da Bienal em São Paulo, sombras de objetos ausentes, ilusões provocadas por perspectivas enganosas e projeções de luz que desenham o espaço compõem um repertório variado de proposições e ações da artista.


 

Um comentário em “Chegou no acervo!! Livros

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: